Rejeição 531: Total da BC ICMS difere do somatório dos itens


Rejeição 532: Total do ICMS difere do somatório dos itens


Rejeição 533: Total da BC ICMS-ST difere do somatório dos itens


Rejeição 534: Total do ICMS-ST difere do somatório dos itens


Estas rejeições ocorrem devido a diferença na soma de valores dos produtos na nota com o total calculado na nota. Na ordem acima os valores são o da base de cálculo do ICMS, valor do ICMS, base de cálculo do ICMS por substituição tributária e valor do ICMS por substituição tributária.

Neste artigo unifiquei as 4 rejeições porque o motivo delas ocorrerem costuma ser o mesmo: um erro de preenchimento do software. Primeiramente, observe a imagem abaixo:

imagem do sistema

Esta tela é a tabela de imposto, que fica no menu notas fiscais. Observe que no meu exemplo estou usando a CSOSN 400, onde não há ICMS (NÃO TRIBUTADA). Agora observe a imagem abaixo:

imagem do sistema

Ao me deslocar para a aba ICMS perceba que quase todos os campos estão bloqueados. Os campos bloqueados não existem na nota quando se utiliza a CSOSN 400. Entretanto, para permitir a alteração caso tenha trocado a situação tributária e esquecido algum preenchido, na tela você verá um botão HABILITAR CAMPOS. Ao clicar nele os campos bloqueados são liberados para digitação. Mesmo assim, note que você não deve informar valores em campos onde eles não são esperados. Pegando o exemplo que estamos vendo, observe na sequência a imagem abaixo:

imagem do sistema

Note que eu habilitei os campos e coloquei uma alíquota de ICMS. Isso erá ERRADO, pois a situação tributária do ICMS é a CSOSN 400 - NÃO TRIBUTADO, onde não há ICMS. Se eu salvar a tabela de imposto desta forma o sistema vai calcular o ICMS e somar na nota. Porém, quando gerar o XML e transmitir as tags relativas ao ICMS nos produtos não serão incluídas. Desta forma, a soma do ICMS dos produtos no XML será zero, mas no total da nota haverá um valor diferente de zero no ICMS, gerando uma das rejeições especificadas acima.

Ou seja, em resumo, você deve ir na tabela de imposto e verificar se os campos bloqueados estão zerados ou vazios. Se houver alguma alíquota preenchida deve habilitar os campos e zerar ela. Entretanto, se está correto a alíquota estar preenchida, o problema então é a SITUAÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS, o campo destacado na primeira imagem acima. Deverá alterar ele para informar uma situação que admita o cálculo que você precisa. Neste caso consulte seu contador.

Duas informações importantes: ao alterar a tabela de imposto é necessário voltar na nota fiscal, alterar ela, depois alterar um a um os itens. Não é preciso mexer em nada, só alterar e salvar para que o recálculo seja feito. Além disso, se notar que os cálculos e informações estão corretos, gere um xml e envie para nosso suporte para que verifiquemos se há algum problema no software ou se ainda há algum erro de preenchimento.